sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

2003 eu te amo!

Nostalgia máxima hoje! Ah tanto tempo que eu não apareço aqui e quando dou as caras é para isso? Eu até escrevi alguns textos, poemas, cartas de amor e afins mas hoje me deu uma saudade de 2003! E é disso que eu quero falar, não foi apenas 2003 mas também os anos seguintes, esse tempo perdido que ficou ao redor dele. Eu senti saudade do Charlie Brown Jr. hoje, senti muita saudade de verdade e me perguntei porque eu não tenho nenhuma música da minha banda favorita de 2003 no playlist do meu celular, e aí pensei talvez seja porque os gostos mudam, a gente muda de coisas mas não. Eu não tenho nenhuma música do Charlie Brown porque eu simplesmente esqueci de baixar, e ai também lembrei que tinha esquecido de 2003, que tinha esquecido da minha agenda da pascualina onde eu escrevia minha realidade suuuuuper interessante na época e bem monótona nos dias de hoje. Em 2003 eu fiz 15 anos e achava o máximo ter 15 anos e fazer 15 anos uaaaul irado demais!( Entonação da Tati), lembrei que eu passava varias das minhas tardes depois do colégio escrevendo na agenda e ouvindo música no meu mundo chamado quarto, onde flutuavam os meus sonhos futuros absolutamente incríveis e que eu iria realizar até os 30 (faltam 3 anos e alguns meses), e nos finais de semana era dia de karaokê e filme e pipoca com os amigos, era ir pra praça pra cantar na roda de viola onde chorão sempre estava presente nos repertórios, era ir pra matinê do Caneco 90 e se divertir muito ao som do to nem aí da luka ou do então já era do chorão (ápice da noite) e de vez em quando ser rebelde pra caramba e tomar uns ices! Era nessa época que eu queria crescer rápido e bem rápido aconteceu e hoje só bateu saudade, de quando eu morava com meus pais na casa que crescer brincando foi o que eu fiz de melhor, nostalgia não é sinônimo de dor, é de saudade e a gente só sente saudade do que a gente ama.

Um comentário:

Regiane Souza disse...

Oi nossa lendo o seu texto vieram tantas lembranças boas de 2003, não tive como não comentar, tantas coisas, bagunças , risadas, churrascos. Saudade sem fim de 2003. Bj bj